Carnavais Latino-americanos

Quando alguém pensa em Brasil, a palavra Carnaval já está na ponta da língua de qualquer pessoa que tenha um mínimo conhecimento sobre o país, mas o que muitos não sabem é da existência de outros “carnavais” na América Latina, fora do Brasil.

 

Carnaval de Veracruz

Vindo de cima para baixo, há o Carnaval de Veracruz, no México, que existe há cerca de cento e cinquenta anos, e sua origem foi em festas em teatros e salões, autorizados e organizados pelas autoridades da cidade. No começo, as primeiras edições tiveram acesso restrito, porém não demorou para as festividades se espalharem pelas ruas. Aos poucos, as festas principais foram deixando de ser o centro das atenções para dar lugar às próprias caravanas que iam até o último ponto festivo, isso porque os foliões se enchiam de belas roupas e máscaras remetendo a suas origens e heranças culturais. A partir dai, foi criada uma competição para julgar cada caravana, em critérios como roupas, dança e animação.

Carnaval de Barranquilla

Descendo mais um pouco, temos o carnaval de Barranquilla, na Colômbia. Unindo tradições europeias, africanas e indígenas, seu gênero principal é a cumbia. A diversidade de culturas presentes é representada pela multidão de cores e trajes em cada um de seus participantes, porém a fantasia mais tradicional de todas é a de marimonda. Representando o cidadão de poucos recursos, o traje foi criado para incomodar a alta sociedade da cidade com uma camisa e gravata, calças ao contrário e uma máscara com um grande nariz fálico e grandes orelhas. O carnaval colombiano é reconhecido pela UNESCO como um Patrimônio Imaterial da Humanidade.

Carnaval de Oruro

Existe também o Carnaval de Oruro, na Bolívia, celebrado a uma altitude de quase 4km acima do nível do mar, que ocorre há mais de dois mil anos e também foi declarado pela UNESCO como Patrimônio Imaterial da Humanidade. Nesta festa, todas as regiões e culturas bolivianas são representadas nos diferentes bairros da cidade. Oruro era um destino de peregrinação para populações indígenas celebrarem os deuses Waka.
No restante dos países latinos há mais centenas de celebrações, sejam elas musicais, visuais, gastronômicas, ou tudo ao mesmo tempo. Seria impossível fazer jus a todas elas neste pequeno espaço, por isso apenas algumas foram mencionadas. Apesar das várias diferenças entre as regiões latino-americanas, uma coisa há de ser um consenso: nossa riqueza cultural é gigantesca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.